NÃO SE UTILIZE DA BOLA BAIXA


Com certeza você, assim como eu, já comprou algo e alguns dias depois se perguntou: “Afinal, o que me levou a comprar isso ou aquilo? ⠀ Ou ainda, instantes depois de realizar a compra você percebeu que não utilizaria determinado produto por necessidade, mas sim pelo fato do vendedor ter sido muito persuasivo, não é mesmo? ⠀⠀ Pois bem: Caso a resposta das perguntas acima tenha sido positiva, você foi mais uma vítima da técnica da “Bola Baixa” ⚽️. ⠀⠀ Em seu livro, Armas da Persuasão, Robert Cialdini explica que esta técnica é muito utilizada por profissionais que, ardilosamente “enganam” seus clientes. ⠀ ⠀ Um exemplo mais comum é quando vamos à alguma concessionária ou revendedora de veículos e após realizados procedimentos de praxe (test-drive do veículo escolhido, tomar café, água, suco, falar sobre nossa “vida” com o vendedor) somos avisados no momento de efetivar a compra que: ⠀ “ O modelo não está disponível, mas.. há na loja apenas 1 modelo do mesmo veículo na versão superior (com ar condicionado, x air-bags, chave com sensor de presença, entre outros atrativos adicionais da versão intermediária) e que não foi adquirido pela negativa de aprovação da “ficha bancária” de um cliente”. ⠀⠀ Diante desta informação e há quase 2 horas na concessionária, e ainda motivado pelo risco de não adquirir o veículo, você resolve comprar pois, afinal serão apenas algumas parcelas a mais no orçamento não é mesmo? ⠀ Veja, não sou e nunca serei contra o processo de vendas pois ele é fundamental para todo empreendedor. O objetivo deste post é chamar a sua atenção para que você analise os ganhos, possíveis perdas e suas motivações no momento de comprar! ⠀ Fica a dica: Não seja vítima da técnica da bola baixa! ⠀

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo